O TRT da 2ª Região realizou, nos dias 23, 24 e 25 de abril, a Semana de Prevenção de Acidentes e Doenças Ocupacionais. Promovido pelo Comitê Gestor do Programa Trabalho Seguro, pela Secretaria de Saúde e pela Escola Judicial do TRT-2 (Ejud-2), o evento ocorreu no Fórum Trabalhista Ruy Barbosa, em São Paulo-SP. (Confira ao final o álbum com as fotos.)

Prestigiando a abertura, estiveram o presidente do TRT-2, desembargador Wilson Fernandes; o diretor da Ejud-2, desembargador Adalberto Martins; e os juízes Marcos Scalércio e Laura Rodrigues Benda, membros do Comitê Gestor do Programa Trabalho Seguro.

20180423 Semana Prevenção Acidentes Doenças Ocupacionais Execução Destaque Interno
Na imagem acima, da esq. para dir.: juiz Marcos Scalércio, des. Wilson Fernandes, des. Adalberto Martins e juíza Laura Benda

A programação foi pensada para tratar tanto da saúde e segurança do trabalhador, como também da legislação e das mudanças que afetam ou poderão afetar a vida no trabalho.

Como disse o juiz Scalércio, “é um tema que importa a todos do TRT e da sociedade; está no nosso ambiente de trabalho e nas nossas casas”. Afinal, “o Brasil é um dos países onde mais se morre por acidentes do trabalho”, lembrou a juíza Laura.

20180423 Semana Prevenção Acidentes Doenças Ocupacionais Execução DestaqueComeçando os trabalhos, o juiz Homero Batista Mateus da Silva (na foto à esquerda) promoveu uma reflexão sobre os impactos das novas tecnologias (e as consequentes dispensas em massa) e mostrou que o tema de sua palestra tem a ver com temas explorados pela OIT (Organização Internacional do Trabalho). Falou sobre riscos emergentes (como o envelhecimento e, por outro lado, o encolhimento acelerado da população); rotas migratórias (pessoas buscando outros países para trabalhar) e chamou a atenção para a importância da negociação coletiva para amenizar os impactos sobre o trabalho e a vida das pessoas.

O juiz Scalércio falou diretamente das consequências da reforma trabalhista na saúde e segurança. Mostrou os artigos da nova lei que afetam esse tema, o que gera nitidamente preocupação com o futuro próximo.

Segundo dia

Na terça-feira (24), o público presente tomou conhecimento de diversas formas de violência praticadas no ambiente laboral, e percebeu a importância da ergonomia em seu dia a dia.

A primeira palestra, Violência no trabalho e sua consequência para a saúde física e mental, foi proferida pelo professor doutor José Roberto Montes Heloani, especialista no assunto. “A tecnologia atual, que nos liberta, é a mesma que nos aprisiona no mundo do trabalho”, afirmou. “Nos sentimos invadidos, sem termos pedido por isso”.

Segundo Heloani, o estímulo à competição entre os funcionários e ao aprisionamento das emoções praticado pelas empresas, assim como a avaliação feita com base no resultado e não no processo, são violências causadoras de transtornos mentais nos trabalhadores. “Essa forma ‘moderna’ de gestão só interessa ao capital financeiro. Para que acreditemos que a nossa felicidade depende do consumo e que competir é melhor do que colaborar. Espero que vocês não acreditem nisso”, concluiu.

A segunda palestra tratou do tema Ergonomia é tudo, tudo é ergonomia – em casa, no trabalho e na vida e foi ministrada pelo professor Omar Alexandre Ferreira, especialista em fisioterapia do trabalho. Um dos pontos abordados pelo palestrante foi o da falácia do trabalho braçal, demonstrando que o trabalho administrativo também depende muito de ergonomia adequada. “É impossível separar cabeça e corpo”, disse.

Omar expôs aos participantes os maiores problemas relacionados ao ambiente de trabalho em escritório e indicou sete hábitos que, se adotados, “mudarão sua vida”. Entre eles, destacam-se a prática de exercícios físicos, os cuidados com a alimentação, com o sono e a busca por atividades de lazer. (Nas fotos abaixo, da esq. para dir., professores Omar e Heloani.  

20180424 Semana Prevenção Acidentes Doenças Ocupacionais Execução Destaque 20180424 Semana Prevenção Acidentes Doenças Ocupacionais Execução Destaque 2

 Último dia

No último dia (25), houve mais duas palestras. A primeira com Estevam Vaz de Lima, médico psiquiatra do TRT-2, que, sobre os principais fatores associados à violência emocional e transtornos psíquicos, contou um pouco da sua experiência com servidores e magistrados, falou dos recursos disponibilizada pela instituição e se colocou, em nome da equipe médica do Tribunal, à disposição de todos.

Por fim, a palestra com Rafael Silva (nome fictício) emocionou a plateia e buscou sensibilizar para os perigos (às vezes fatais) dos acidentes de trabalho, principalmente aqueles que podem ser facilmente evitados. (Nas fotos abaixo, da esq. para dir., Rafael Silva e médico Estevam.)

20180425 Semana Prevenção Acidentes Doenças Ocupacionais Execução Destaque 2 20180425 Semana Prevenção Acidentes Doenças Ocupacionais Execução Destaque 3

Uma das organizadoras do evento, Anna Soghomonian, diretora da Secretaria de Saúde, resumiu o objetivo principal da atividade: “O TRT, através do Comitê Gestor do Programa Trabalho Seguro, Secretaria de Saúde e da Escola Judicial (Ejud-2), quis mostrar que, de fato, se importa com as pessoas que aqui trabalham. E a prevenção é o que a gente pode dar de melhor, tanto para a saúde como para os acidentes de trabalho”.

camera icon 1
Clique acima para ver o álbum de fotos

Texto: Agnes Augusto e João Marcelo Galassi; Fotos: Allan Lustosa – Secom/TRT-2