Mutirões para promover acordos e acelerar a solução de processos. O projeto Conciliação Itinerante do TRT-2 teve a sua 5ª fase realizada em Cubatão e na Baixada Santista entre os dias 26 e 30 de junho. As audiências realizadas da ocasião atingiram 22,08% de acordo.

A próxima fase do projeto será realizada no 2º grau, de 24 a 28 de julho, nas dependências do Cejusc-Sede, no Fórum Ruy Barbosa (São Paulo-SP). Na ocasião, serão atendidos primordialmente processos eletrônicos (PJe) indicados pelos gabinetes previamente inscritos.

O projeto

Desenvolvida pelo Nupemec-2, sob coordenação da desembargadora Cândida Alves Leão, a Conciliação Itinerante procura incentivar a resolução de conflitos entre patrões e empregados por meio do diálogo, tornando os processos mais céleres e aproximando o Judiciário dos cidadãos. Até o fim do ano, mutirões ocorrerão em outros municípios da 2ª Região, sem interferir nas atividades conciliatórias realizadas habitualmente nos Centros Judiciários de Métodos Consensuais de Solução de Conflitos (Cejuscs) da capital.

As primeiras cidades a receber o projeto foram, pela ordem, Barueri (fevereiro), Arujá (março), Mauá (abril), Santos (maio) e Cubatão (junho).