O Comitê Regional do PJe no TRT-2, que se reúne regularmente para checar e planejar aperfeiçoamentos, divulgou o atual plano de ações, programadas para otimizar o uso do sistema.

Dentre essas ações, estão sendo (ou já foram) feitas diversas migrações para equipamentos e suportes mais modernos: atualizados o firewall (dispositivo de segurança da rede que monitora o tráfego que entra e sai dela), os bancos de dados e os servidores de aplicação (que disponibilizam um ambiente para a instalação e execução de certas aplicações, centralizando e dispensando a instalação nos computadores usuários; também conhecidos por middleware).

Segundo o diretor da Secretaria de Tecnologia da Informação e Comunicação (Setic) do TRT-2, Márcio Nisi, as alterações devem proporcionar melhoria no desempenho do sistema, com diminuição do tempo de execução das tarefas. Ele conta também que algumas mudanças foram complexas e demandaram vários meses de trabalho, com apoio de outros setores.

Já a migração para a versão mais atualizada do PJe (1.14.2) foi concluída no último dia 12 de março, e trouxe novos recursos e melhorias, como no envio de e-mails do sistema push, na consulta pública com erro de correção das partes, na conectividade com a Receita Federal e na utilização do PJe Office (para assinatura de documentos).

No total, o plano de ações conta com 11 atualizações que vão permitir melhor desempenho geral no PJe. Começou a ser implementado em dezembro do ano passado, e está programado para ser concluído no final de março (dia 26).

Texto: Alberto Nannini – Secom/TRT-2