A 59ª Vara do Trabalho de São Paulo agendou, para a próxima quarta-feira (12), às 14h, uma audiência de conciliação envolvendo a Associação Portuguesa de Desportos.

A audiência foi marcada pelo juiz Maurício Marchetti, atendendo a pedido conjunto de advogados do clube e representantes do ex-jogador Tiago de Moraes Barcellos e de outros credores trabalhistas, para a cobrança de uma dívida de aproximadamente R$ 55 milhões.

Apenas em mesa, perante o juízo, é que se terá conhecimento dos termos de eventual acordo, que poderá pôr fim não apenas aos processos que tramitam na 59ª VT/SP, como também poderá beneficiar outros ex-funcionários da Portuguesa, a depender dos termos do acordo, das condições de pagamento, tudo a ser analisado pelo magistrado.

Estará presente, na tentativa de conciliação, o leiloeiro Douglas Fidalgo, nomeado no processo como auxiliar do juízo na comercialização do imóvel penhorado nos autos: o terreno localizado no Complexo do Canindé, avaliado em R$ 123,5 milhões. O profissional estará disponível para colher propostas de eventuais interessados na aquisição da área e esclarecer dúvidas técnicas sobre o bem.

Para que a audiência ocorra, é necessário o comparecimento das partes e advogados, sendo facultativa a presença de terceiros interessados.

Texto: Seção de Assessoria de Imprensa - Secom/TRT-2